---

Reportagem: GORDURA VAI E VEM

Coluna Bem-Estar (Heliete Vaitsman)

O tratamento da obesidade mudou. Hoje, não adianta ficar só de olho na balança. Segundo o endocrinologista carioca Jorge Bastos Garcia, há três décadas orientando dietas, a pressa é a maior inimiga da perfeição na maioria dos regimes "milagrosos". Se alguém lhe conta que perdeu dez quilos em 30 dias, a reação de Garcia é fulminante: "meus pêsames", diz ele. Nesse caso, informa, três quilos são de gordura e sete são de água.

Assim, prossegue o médico, a pessoa parece uma flor murcha num vaso seco e o organismo, com fome extrema, acaba sucumbindo ao efeito iô-iô (engorda e emagrece). O ideal é perder de 500 a 750 gramas de gordura por semana. Para os apressados, vale lembrar que a perda de dois quilos por mês resulta em 24 quilos a menos no ano. Os cardápios devem conter de 40 a 50% de carboidratos, 25 a 30% de proteínas e 25 a 30% de gordura.

Alguns conselhos úteis de Garcia, que também estão na sua nova página na Internet (http://www.ajpm.com.br/jbg):

  1. As refeições devem ser feitas em pratos de sobremesa. Deve-se mastigar devagar.
  2. É recomendável beber água, ou outro líquido, só meia hora antes das principais refeições ou duas horas depois delas. Sucos de frutas devem substituir os refrigerantes.
  3. Aumentar as fibras é outra medida útil, pois aumentam o volume intestinal, aliviando a sensação de vazio tão temida pelos gordos. Deve-se adicionar à dieta frutas e hortaliças frescas (repolho, couve-flor, cenoura, maçã e figo) e ingerir duas colheres de sopa de farelo de trigo por dia.

JORNAL DA FAMÍLIA - O GLOBO -


[ Voltar à PÁGINA DA REVISTA VIRTUAL ]

Página criada em 14-out-1996 - Atualizada em

Copyright © NetService 1996
Rio de Janeiro - Brasil